Luiz Facco e Humberto Ribeiro vencem a quarta etapa e são campeões do RN1500 nos UTVs

O último dia do Rally RN1500, que cruzou o litoral e sertão do Rio Grande do Norte, entre os dias 10 e este domingo, foi decisivo Luiz Facco e Humberto Ribeiro, da equipe Acelera Siriema. A dupla largou pela manhã, de Currais Novos, decidida a andar forte e lutar pela ponta, pois terminou a etapa anterior na quarta posição no acumulado, entre os UTVs, a 3m05s do terceiro colocado da categoria. E o resultado foi melhor do que o esperado, pois Facco e Ribeiro cravaram o melhor tempo – 1h43min06seg – entre os UTVs e com a combinação de resultados dos quatro dias, chegaram a Natal como Campeões da 17a edição do rali, na prova de estreia na categoria.

E Especial da vitória foi dura e exigente. Os 102 quilômetros de trechos cronometrados, de um total de 242 do percurso, foram recheados do mais puro Rally Cross Country – travada, cheia de pedras, de subidas e descidas de serra, com trechos sinuosos pelo interior do Estado potiguar. “Hoje (13) adotamos uma estratégia diferente e resolvemos andar tudo que sabíamos e acelerei o que pude, pois a Especial estava do jeito que a gente gosta, travada e com erosões e o resultado veio como consequência, vencemos a Especial e estamos levando o título”, explica o paulista Facco, que pilotou pela primeira vez um UTV em uma prova.

Campeões Brasileiros de Rally Cross Country em 2013 (Pró Brasil), com uma L200 Triton SR, Facco e Ribeiro resolveram encarar o roteiro de mil quilômetros do RN1500 – uma das provas mais tradicionais da modalidade no País – a bordo de um UTV Can-Am Maverick Max 1000. Estreantes na categoria, mas veteranos no rali, eles pouco a pouco foram se adaptando e se surpreenderam com o veículo da marca canadense.

“Ganhamos o rali no último dia e isto foi sensacional. No início estávamos receosos quanto ao seu desempenho, mas após conhecer o veículo nos três dias, Facco avisou que hoje iria para tudo ou nada e fizemos as ultrapassagens necessárias logo nos 50 quilômetros de prova”, explica Ribeiro, o navegador piauiense.

Facco afirma que sai do RN1500 com o dever cumprido e faz um balanço da performance da equipe na nova categoria. “Temos ainda muito o que aprender mas foi bem positiva nossa primeira experiência com o UTV” ressalta o piloto. “Nos três primeiros dias foi uma luta para conseguir se adaptar ao veículo, à sua velocidade, às condições que nos oferecia diante de situações extremas como na lama, e hoje mais confiantes fizemos a nossa prova e dentro do nosso ritmo e foi muito prazeroso, porque andei como se estivesse com minha Triton”, finalizou o piloto que já participou de várias edições da prova, mas sempre de carro.

Páginas: 1 2